Plmx Park

Motocross, Velocross, Oficina e Bar.
Aberto de segunda a sábado, das 9h as 18h

Month: março 2017

Ryan Dungey reencontra o caminho da vitória na classe principal

Zach Osborne vence pela primeira vez e assume liderança na 250 Leste


Ryan Dungey


Como parte do MotoFest em Atlanta, a oitava etapa do Monster Energy AMA Supercross teve uma programação especial, que começou na sexta-feira com as corridas do Arenacross utilizando cerca de três quartos da pista montada no Georgia Dome. No sábado, o evento principal por todo o circuito terminou com Ryan Dungey reencontrando o caminho da vítória na classe 450 e Zach Osborne faturando pela primeira vez o topo do pódio na segunda prova da 250 Leste. Neste domingo as motos encerram a programação no estádio com provas amadoras.

450 – Dungey fatura segunda vitória na temporada 


Eli Tomac


A noite em uma pista notadamente menos deteriorada que as anteriores foi perfeita para Dungey. O líder do campeonato largou a bateria final na frente enquanto os principais rivais lutavam por posições intermediárias. Eli Tomac ocupando a nona posição e Marvin Musquin ainda mais atrás, fora dos 10 primeiros. 

Em pouco tempo o piloto da KTM abriu alguns segundos conquistando uma posição confortável na liderança. Blake Baggett assumiu a segunda posição na terceira volta, quando ultrapassou Mike Alessi que pouco depois também foi superado por Cole Seely.  


Blake Baggett (à esq.) foi ao pódio com a terceira colocação


Com as melhores voltas da prova, Tomac foi subindo na classificação até chegar na briga pelo pódio com cerca de um terço de prova. Ele passou por Seely com facilidade, mas precisou de mais algumas voltas até conseguir pressionar Baggett. Quando assumiu a segunda posição, Tomac tinha aproximadamente sete segundos de diferença para Dungey e cinco minutos para atacar.

Então, Dungey apenas controlou o intervalo e quando ambos entraram para a última volta a distância era de três segundos. “Eu vi Eli (Tomac) chegando no final, mas queria apenas manter um ritmo tranquilo para mim. Uma vitória é uma vitória”, disse Dungey. Não dá para questionar. Com a 33ª da carreira, o atual campeão mostrou mais uma vez que sabe como manter a classificação sob controle.


Jason Anderson


Tomac completou em segundo e voltou à vice-liderança do campeonato, enquanto Baggett comemorou o primeiro pódio com um consistente terceiro lugar. Jason Anderson superou Seely e chegou a brigar pelo pódio fazendo uma investida sobre Baggett na última volta, mas escorregou e caiu em uma curva tento que se contentar com o quarto lugar.
     
Musquin não teve uma noite das melhores, ao longo da prova teve um contato com Justin Bogle chegando a derrubar o piloto da Suzuki, mas ainda salvou o quinto lugar ultrapassando Seely, que acabou em sexto. Com o resultado, o francês perdeu uma posição na classificação geral do campeonato. 


Marvin Musquin


Na ponta da tabela, Dungey agora conta com uma vantagem de 25 pontos sobre Tomac – o equivalente a uma vitória – e 27 sobre Musquin. Esta foi sua quinta vitória no Georgia Dome, uma marca histórica que o coloca ao lado de Jeremy McGrath e Rick Carmichael como maior vencedor no estádio onde ganhou pela primeira vez em 2007, ainda pela classe 250. 

250 Leste – Uma década até o topo do pódio


Depois de 10 anos e 49 corridas, Zach Osborne finalmente sentiu o gostinho da vitória no AMA Supercross. A segunda prova da temporada na 250 Leste começou com a liderança de Jordon Smith e o francês Dylan Ferrandis deixando o segundo lugar escapar com uma queda ainda na primeira volta. O francês caiu novamente mais tarde indo para o fim do pelotão. Assim a disputa que já ocorria entre Alex Martin e Osborne passou a valer a vice-liderança.

Em poucas voltas Osborne superou Martin, foi para cima de Smith e assumiu o comando da prova enquanto o até então líder da temporada Joey Savatgy, após largar apenas na 11ª posição, tinha trabalho para se recuperar. 


Zach Osborne


Com o piloto da Husqvarna escapando na frente, a intensa briga entre Smith e Martin, pelo segundo lugar, virou a principal atração. Os companheiros de equipe da Troy Lee Designs Red Bull KTM não aliavam um para o outro até que Smith levou a pior em uma dividida e foi pro chão.

Mantendo uma margem segura sobre Martin até a bandeirada, Osborne conquistou a vitória e assumiu a liderança do campeonato. Colt Nichols, depois da discreta 10ª posição na primeira etapa, conseguiu um ótimo terceiro lugar subindo ao pódio. 


Alex Martin e Jordon Smith


Savatgy terminou em quarto e agora ocupa o segundo lugar na classificação, dois pontos atrás de Osborne. Smith ainda foi o quinto colocado e tem a terceira posição na tabela.

“Foi uma ótima noite”, comemorou Osborne. “Trabalhei duro para essa vitória e estou pronto para manter o ritmo na próxima semana. É bom ter o Red Plate (de líder)”, completou.   


Joey Savatgy


O Monster Energy AMA Supercross continua no próximo sábado, 4 de março, com a única corrida fora dos Estados Unidos: a nona etapa será disputada no Rogers Center, em Toronto, no Canadá.