Plmx Park

Motocross, Velocross, Oficina e Bar.
Aberto de segunda a sábado, das 9h as 18h

Month: julho 2017

Marvin Musquin e Joey Savatgy vencem

2017 Spring Creek – MN – 8ª etapa
Publicado em: 24/07/2017

 

Marvin Musquin e Joey Savatgy vencem em dia de problemas para os líderes do campeonato



Com a pista mais difícil que de costume, Marvin Musquin sobrou nas corridas


A caravana do motocross norte-americano subiu à região norte central do país para a disputa da oitava etapa, após uma semana de intervalo. Não foi um dia dos melhores para os líderes do campeonato. Tanto Eli Tomac como Zach Osborne enfrentaram problemas. Entretanto também não foi dos piores, já que ambos conseguiram conter os prejuízos e manter intacta a posição na tabela. Tomac conseguiu até abrir um pontinho.

Corridas

A semana de descanso foi boa para Marvin Musquin. O francês aproveitou para recuperar o joelho e mostrou um desempenho no circuito Spring Creek de quem está plenamente recuperado, embora, naturalmente, algum incômodo ainda persista.


Dean Wilson fez seu melhor resultado na 450


Na primeira bateria Musquin disparou na liderança e já tinha mais de 20 segundos de vantagem na sexta volta! A partir daí foi só administrar. A segunda corrida não foi tão fácil para o único piloto restante na Red Bull Factory KTM USA. Depois de ultrapassar Justin Bogle pela liderança na terceira volta, a presença próxima de Blake Baggett o manteve alerta por bastante tempo. Após a metade da bateria é que Musquin conseguiu se distanciar e administrar a liderança. Foi sua segunda vitória geral na categoria 450, primeira onde venceu as duas baterias.

“Fui o mais rápido nos treinos e a pista estava bem macia. Estava bem solta e a chuva deixou a pista com muitos trilhos e bem técnica. Mas isso é bom para mim, gosto deste tipo de pista”, comentou o francês que ocupa a terceira posição na classificação geral a 60 pontos do líder.

Dean Wilson também deve ter gostado muito da pista, pois conquistou seu melhor resultado na 450 com a segunda posição geral via 3-3 nas baterias. “Estava calor e a pista muito difícil e desafiadora. Sabia que o preparo físico faria a diferença. Não sabia que eu era o segundo geral até a bandeirada, o que me deixou ainda mais feliz, Estou muito contente e animado, mas ainda temos muitas corridas pela frente.”


A dia difícil não abalou a liderança no campeonato de Eli Tomac


Eli Tomac largou fora dos dez primeiros na primeira bateria, mas avançou rapidamente até a segunda posição, conquistada na sétima volta. A esse ponto Musquin já estava mais de 20 segundos a frente e não faria sentido nenhum arriscar para tentar alcançá-lo. Na segunda bateria Tomac sofreu uma forte queda no início, e depois outra. A corrida poderia ter sido desastrosa, mas o piloto da Kawasaki ainda fez uma boa recuperação para completar em quinto. A soma dos resultados lhe deu o terceiro lugar na etapa.

“Quando caí na segunda bateria só pensei em voltar o mais rápido possível para minha moto. Por sorte aconteceu na primeira volta, o que me deu chances de me recuperar no pelotão. Tive uma segunda queda quando toquei o pneu traseiro de outro piloto. Fui capaz de chegar em quinto, o que foi bem melhor do que esperava. A pista estava difícil hoje, era complicado conseguir fluir com o solo tão macio.”


Pódio 450


Notas

- Belo holeshot do piloto local Henry Miller na segunda bateria. Infelizmente sua fama durou poucos segundos. Alguns metros depois Miller perdeu o equilíbrio e sofreu uma queda espetacular. Por sorte não foi atropelado por ninguém. Ainda conseguiu completar em 14º, que somado ao nono na primeira bateria lhe deu a 12ª posição na etapa.

- Com a mão machucada, Jason Anderson até tentou correr, mas após uma péssima largada na primeira bateria, desistiu da corrida após duas voltas. Com dores, nem alinhou para a segunda prova.

250 – Joey Savatgy conquista segunda vitória na temporada


Joey Savatgy


A chuva antes das provas e a preparação para salvar a pista alteraram bastante a realidade no playground dos irmãos Martin, eliminando um pouco a vantagem de, literalmente, correr em casa. Entretanto o mais jovem Alex não se saiu mal, faturando a segunda posição geral via 2-4 nas baterias.


Alex Martin

Jeremy (4-5) foi o quarto colocado e protagonizou um episódio polêmico ao perder o controle numa subida e sair da pista. Retornou já na descida, voltando na mesma posição após esperar pelos adversários. A manobra eliminou os prejuízos pelo erro, mas não houve nenhuma punição ao piloto, que ocupa o terceiro posto no campeonato.

A vitória da etapa ficou com Joey Savatgy, que liderou a primeira bateria de ponta a ponta. Com o segundo lugar na segunda bateria, conquistou a segunda vitória numa temporada de altos e baixos. “Me senti muito bem hoje. É fácil dizer isso quando se vence, mas não me sentia tão forte assim há um bom tempo. Testei com a equipe na Flórida durante o intervalo no campeonato e, ao que parece, valeu a pena. Estava muito quente e úmido hoje, quase como outro dia de treinos na Flórida.”

Problemas de motor prejudicaram Zach Osborne na primeira bateria. De alguma forma, mesmo com a moto deixando um rastro de fumaça pelo circuito, Osborne completou a corrida na oitava posição. Com motor novo, retornou na segunda bateria para vencer, após superar Savatgy na décima de 15 voltas.


Zach Osborne


“Ao final das contas tivemos um bom dia. Me senti muito bem já nos treinos e classifiquei em segundo. Tivemos um problema na primeira bateria, mas me redimi na segunda com a vitória (na bateria) e o pódio (na geral). Foi bom não perder muitos pontos e preservar a boa vantagem. Num dia difícil, perdemos apenas quatro pontos.”

Gustavo Pessoa premiado


Gustavo Pessoa marcou mais um ponto no campeonato


Gustavo Pessoa fez a sua última prova antes do retorno para a disputa da segunda etapa do Brasileiro de Motocross. Na primeira bateria foi 20º e marcou mais um dos seus 14 pontos no campeonato. Abandonou a segunda bateria com problemas elétricos na motocicleta, mas seu desempenho na complicada pista lhe rendeu o troféu de piloto privado na etapa, entregue por ninguém menos que Whoop Monster, figura folclórica que assombra os espectadores no tradicional circuito de Spring Creek.


Equipe brasileira recebe o prêmio de melhor piloto privado


O AMA Motocross continua no norte, mas segue para o oeste com a disputa da nona etapa no circuito de Washougal, Washington.

Resultados AMA Motocross 2017 7ª etapa

Resultados AMA Motocross 2017 Southwick


Eli Tomac vence terceira prova consecutiva na 450. Zach Osborne amplia vantagem na 250 


Eli Tomac

250 (Soma das Baterias)

1. Zach Osborne (2-1)
2. Dylan Ferrandis (1-2)
3. Alex Martin (3-3)
4. RJ Hampshire (5-4)
5. Jeremy Martin (4-6)
6. Joey Savatgy (7-5)
7. Mitchell Harrison (6-7)
8. Chase Sexton (9-8)
9. Colt Nichols (8-10)
10. Adam Cianciarulo (15-9)
11. Lorenzo Locurcio (12-12)
12. Shane McElrath (11-13)
13. Luke Renzland (10-14)
14. Kyle Cunningham (18-11)
15. Nick Gaines (16-15)
16. Sean Cantrell (14-17)
17. Steven Clarke (13-37)
18. Cody Williams (17-19)
19. William Lofstrom (21-16)
20. Cody VanBuskirk (22-18)
21. Gustavo Pessoa de Souza (19-33)
25. Pepê Bueno (27-24)

450

450 (Soma das Baterias)
1. Eli Tomac (1-1)
2. Blake Baggett (2-2)
3. Dean Wilson (6-3)
4. Cooper Webb (3-6)
5. Martin Davalos (7-4)
6. Cole Seely (5-5)
7. Christian Craig (10-7)
8. Fredrik Noren (8-10)
9. Henry Miller (13-9)
10. Justin Bogle (9-13)
11. Justin Barcia (12-12)
12. Marvin Musquin (4-38)
13. Dakota Alix (17-11)
14. Weston Peick (36-8)
15. John Short (15-14)
16. Brandon Scharer (14-17)
17. Josh Grant (11-40)
18. Ryan Dowd (18-16)
19. Ronnie Stewart (33-15)
20. Josh Mosiman (19-18)