Plmx Park http://plmxpark.com.br Motocross, Velocross, Oficina e Bar. Thu, 15 Feb 2018 00:48:07 +0000 pt-BR hourly 1 http://wordpress.org/?v=3.9.23 Resultados e vídeos do AMA Supercross em San Diego, 6ª etapa de 2018 http://plmxpark.com.br/2018/02/15/resultados-e-videos-do-ama-supercross-em-san-diego-6a-etapa-de-2018/ http://plmxpark.com.br/2018/02/15/resultados-e-videos-do-ama-supercross-em-san-diego-6a-etapa-de-2018/#comments Thu, 15 Feb 2018 00:48:07 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=497 Jason Anderson conquista terceira vitória da temporada e dispara na liderança do campeonato




Jason Anderson


Uma noite movimentada em San Diego e, possivelmente, decisiva no campeonato. Jason Anderson conquistou sua terceira vitória na temporada após largar na quarta posição. Um acidente na largada derrubou Ken Roczen e tirou Eli Tomac da final. Mas um acidente duas voltas depois foi ainda pior para o alemão, que colidiu com Cooper Webb e deixou a pista com a mão direita fraturada. Exames posteriores ainda vão dar uma ideia exata da situação, mas, a princípio, Roczen está fora do campeonato.


P. # 450 Moto Voltas M.Volta na V. Última Volta Dif. Líder Gap Status
1 21 J. Anderson Husqvarna FC450 24 51.700 7 54.596 –.— –.— Active
2 25 M. Musquin KTM 450 SX-F Fac 24 51.704 12 54.121 3.944 3.944 Active
3 4 B. Baggett KTM 450 SX-F Fac 24 51.587 13 54.343 10.170 6.226 Active
4 14 C. Seely Honda CRF 450 24 51.444 5 54.194 12.920 2.750 Active
5 20 B. Tickle KTM 450 SX-F Fac 24 52.749 12 54.904 25.528 12.607 Active
6 10 J. Brayton Honda CRF 450 24 52.566 10 55.570 29.009 3.481 Active
7 34 W. Peick Suzuki RM-Z450 24 52.474 7 57.424 37.594 8.585 Active
8 51 J. Barcia Yamaha YZ450F 24 51.730 7 56.020 51.922 14.328 Active
9 15 D. Wilson Husqvarna FC450 24 52.984 5 56.709 53.100 1.177 Active
10 55 V. Friese Honda CRF 450 23 53.542 6 57.026 1 lap 1 lap Active
11 33 J. Grant Kawasaki KX 450F 23 52.617 2 55.847 7.471 7.471 Active
12 60 B. Bloss KTM 450 SX-F Fac 23 54.196 6 55.241 8.523 1.051 Active
13 22 C. Reed Husqvarna FC450 23 53.318 6 58.024 12.892 4.368 Active
14 69 T. Bowers Kawasaki KX 450F 23 54.657 4 58.195 26.383 13.491 Active
15 907 B. Lamay Honda CRF 450 23 54.928 4 1:00.131 48.967 22.584 Active
16 722 A. Enticknap Honda CRF 450 22 55.682 3 58.605 2 laps 1 lap Active
17 27 M. Stewart Suzuki RM-Z450 22 53.237 4 1:05.044 44.661 44.661 Active
18 39 K. Cunningham Suzuki RM-Z450 22 53.889 4 1:03.603 50.804 6.143 Active
19 2 C. Webb Yamaha YZ450F 17 52.278 2 58.364 7 laps 5 laps Active
20 90 D. Tedder KTM 450 SX-F Fac 14 55.512 4 1:01.541 10 laps 3 laps OUT
21 94 K. Roczen Honda CRF 450 2 53.751 2 53.751 22 laps 12 laps OUT
22 3 E. Tomac Kawasaki KX 450F 0 00.000 0 00.000 24 laps 2 laps OUT


250 – Justin Hill conquista a vitória

O atual campeão reencontrou a vitória depois de um início de campeonato bem abaixo das expectativas. Aaron Plessinger não teve uma de suas melhores noites com a sétima posição, mas perdeu apenas três pontos em relação a Joey Savatgy, quarto colocado na prova.

Jean Ramos abandonou na nona volta. Mais detalhes sobre a etapa em breve.

]]>
http://plmxpark.com.br/2018/02/15/resultados-e-videos-do-ama-supercross-em-san-diego-6a-etapa-de-2018/feed/ 0
Enduro de Le Touquet: mais de 1.200 pilotos acelerando na praia. http://plmxpark.com.br/2018/02/08/enduro-de-le-touquet-mais-de-1-200-pilotos-acelerando-na-praia/ http://plmxpark.com.br/2018/02/08/enduro-de-le-touquet-mais-de-1-200-pilotos-acelerando-na-praia/#comments Thu, 08 Feb 2018 00:38:35 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=495

Cerca de 1.200 competidores disputaram Enduropale Le Touquet 2018


Com a participação de 1.200 competidores, o 43º Enduropale Le Touquet reforçou ainda mais o evento francês como a mais espetacular corrida de praia do motociclismo mundial.


Milko Potisek


Depois de oito tentativas, Milko Potisek (Yamaha) finalmente ganhou a competição. O francês de 28 anos rapidamente assumiu o controle da prova sendo ameaçado apenas por Richard Fura (Honda), que depois acabou ficando pelo caminho, e o britânico Nathan Watson (KTM) que seguiu até o final e acabou com a segunda colocação após mais de três horas de disputa. Camille Chapelière (KTM) completou o pódio. Yamaha e KTM dividiram as 10 primeiras posições.


Nathan Watson


Pelo Campeonato Francês de Corridas de Praia/Areia, o jovem belga Axel Van De Sande (Kawasaki), de 24 anos, conquistou o título de campeão 2017-18, mesmo com uma penalização no Le Touquet que o fez terminar na 23ª colocação.


Um dos inevitáveis choques em uma prova com tantos pilotos


“Não foi uma corrida fácil para mim. Depois de um começo ruim, eu estava fora dos vinte e cinco primeiros na curva um. Após a primeira hora, encontrei um bom ritmo e subi para sexto, mas depois da segunda parada nos boxes eu bati com retardatários e perdi muito tempo. Terminei no top 10, mas tive que empurrar a moto nos últimos metros e me deram uma penalidade. Esse não é o resultado que esperava, mas o mais importante foi conquistar o título”, disse o piloto da Kawasaki.


Axel Van 
]]>
http://plmxpark.com.br/2018/02/08/enduro-de-le-touquet-mais-de-1-200-pilotos-acelerando-na-praia/feed/ 0
Resultados da 3ª etapa do AMA SX 2018 – Anaheim 2 http://plmxpark.com.br/2018/01/22/resultados-da-3a-etapa-do-ama-sx-2018-anaheim-2/ http://plmxpark.com.br/2018/01/22/resultados-da-3a-etapa-do-ama-sx-2018-anaheim-2/#comments Mon, 22 Jan 2018 01:07:12 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=491

Não foi a melhor noite de Bam Bam

 

Confira abaixo os resultados da 3ª etapa do AMA SX 2018, que aconteceu em Anaheim, neste sábado, 20

Esta foi a primeira etapa com sistema de Tríplice Coroa, o que consiste em três baterias e o resultado final da etapa sai após soma dos resultados das três corridas.

Eli Tomac voltou de lesão e chegou faturando a pontuação máxima da etapa após fazer 5-1-2 nas baterias.

Cole Seely esteve muito próximo de vencer a etapa após ganhar a primeira bateria e terminar em segundo na segunda prova. Mas, na terceira, acabou sofrendo com uma largada ruim e foi apenas o sétimo. Jason Anderson completou o pódio com 7-3-1 na corridas.

Na 250, Joey Savatgy dominou a noite com 1-2-1 nas baterias. Shane McElrath e Christian Craig completaram o pódio.

Jean Ramos classificou direto às finais após os treinos. Nas corridas, fez 16-16-14 e terminou a rodada com a 15ª colocação.

250 – resultado da etapa

450 – resultado da etapa

 

]]>
http://plmxpark.com.br/2018/01/22/resultados-da-3a-etapa-do-ama-sx-2018-anaheim-2/feed/ 0
Calendário AMA Motocross 2018 http://plmxpark.com.br/2018/01/18/calendario-ama-motocross-2018/ http://plmxpark.com.br/2018/01/18/calendario-ama-motocross-2018/#comments Thu, 18 Jan 2018 02:55:42 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=488

Calendário AMA Motocross 2018
]]>
http://plmxpark.com.br/2018/01/18/calendario-ama-motocross-2018/feed/ 0
Willian Guimarães é campeão brasileiro 2017 na MX3 http://plmxpark.com.br/2017/11/05/willian-guimaraes-e-campeao-brasileiro-2017-na-mx3/ http://plmxpark.com.br/2017/11/05/willian-guimaraes-e-campeao-brasileiro-2017-na-mx3/#comments Sun, 05 Nov 2017 23:08:38 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=481
Willian Guimarães – Foto: Tiago Lopes / CBM

 

O paranaense Willian Guimarães conquistou o título do Brasileiro de Motocross 2017 na categoria MX3 neste sábado, 4, durante o primeiro dia de disputa da 5ª etapa do Brasileiro de Motocross.

O dia amanheceu com chuva em Tupaciguara, Minas Gerais, mas na parte da tarde o sol saiu e o público compareceu.

A conquista de Willian Guimarães aconteceu com uma etapa de antecedência. O piloto venceu todas as provas até aqui e somou 125 pontos, abrindo 45 de vantagem sobre o segundo colocado, Fábio Festi, e não pode ser alcançado na rodada final.

– Estou muito feliz com o resultado. É o meu primeiro título nacional. Trabalhei muito para isso. Ano passado fiquei com o vice-campeonato e agora eu conquistei o título. Estou muito contente – conta o campeão da MX3.

Neste domingo, 5, acontecem as provas das categorias MX1 e MX2. As provas das classes Júnior, MX4 e MX5 foram adiadas por causa da chuva.

 

Resultado da MX3

 

]]>
http://plmxpark.com.br/2017/11/05/willian-guimaraes-e-campeao-brasileiro-2017-na-mx3/feed/ 0
Brasileiro de MX em Morrinhos – GO http://plmxpark.com.br/2017/09/20/brasileiro-de-mx-em-morrinhos-go/ http://plmxpark.com.br/2017/09/20/brasileiro-de-mx-em-morrinhos-go/#comments Wed, 20 Sep 2017 02:59:36 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=478 Líderes mantêm invecibilidade na MX3 e 50cc. Disputa segue aberta na Nacional 230

 


Visão aérea da pista de Morrinhos


A quarta etapa do Brasileiro de Motocross, promovida em conjunto com a sexta rodada do Campeonato Goiano, começou sob forte calor neste sábado em Morrinhos (GO). Pela competição nacional foram realizadas as corridas das categorias MX3, Nacional 230cc e 50cc, além dos treinos cronometrados de mais sete classes – incluíndo as principais MX1 e MX2 – para a definição dos gates de largada de domingo. 


      


Largada da categoria MX3


Pela MX3, depois de marcar a melhor volta nos treinos cronometrados, Vinícius Queiroz começou bem a corrida largando na frente, mas pouco depois foi ultrapassado pelo líder do campeonato, Willian Guimarães. Na ponta, o piloto da Pro Tork ditou o ritmo e abriu vantagem sobre o pelotão. Jhonatan Batista, um dos destaques da categoria e que até então ocupava o segundo lugar no campeonato, sofreu uma lesão no pé durantes os treinos e não correu na prova.

A disputa pelo segundo lugar passou a ser a principal atração da corrida e esquentou com Fábio Festi pressionando Viní Queiroz até conseguir a ultrapassagem. Mas o paulista não se deu por vencido, a batalha continuou e algumas voltas depois ele deu o troco no sul-mato-grossense retomando a vice-liderança. No entanto, ambos acabaram abrindo espaço aos concorrentes: uma queda fez Vini perder posições, já Festi não conseguiu manter o mesmo ritmo e também despencou na classificação.


Willian Guimarães


Os locais Wolney Ferreira e Claudner Rocha então passaram a brigar pelo segundo lugar. A disputa seguiu até a última volta quando, em uma dividida, Claudner levou a pior e foi ao chão perdendo mais cinco posições até conseguir retornar. Wolney cruzou a bandeirada em segundo, Vini ainda conseguiu o terceiro lugar, Eduardo Lavi foi o quarto e Erivelto Nicoladelli o quinto. 


Pódio MX3


Na frente, Willian Guimarães conquistou a quarta vitória com larga vantagem e ficou ainda mais próximo do troféu de campeão. “Eu mudei minha estratégia nesta prova, mudamos algumas coisas na moto. Fiz uma boa largada, sai atrás do Vini, mas na segunda volta consegui assumir a ponta. O sol estava forte, foi bem puxado. Consegui abrir um pouco, e depois dei uma segurada. Gostei do resultado”, avaliou o invicto líder da temporada.
  


Caio Lopes


A Nacional 230, que não competiu na etapa de Extrema (MG), teve sua terceira etapa da temporada. E Caio Lopes dominou desde a largada, liderando de ponta a ponta. Ismael Rojas partiu e Gabriel Montagner, que chegaram empatados na liderança da classificação, partiram em segundo e terceiro, com Tallys Nathan em quarto e Nicolas Oliveira em quinto.  

Rojas não conseguiu suportar a pressão e foi perdendo posições. A disputa pelo segundo lugar acabou entre Montagner e Nathan com várias trocas de posição. Em um determinado momento o paulista até conseguiu abrir alguma vantagem, mas nos momentos finais o pernambucano voltou a encostar. Os dois terminaram próximos, mas a vantagem foi mesmo de Montagner que assumiu a liderança isolada do campeonato, um ponto na frente do rival. A quarta posição ficou com Nicolas Oliveira e a quinta com José Dutra.  


Pódio Nacional 230


Com duas vitórias na competição, Caio Lopes volta a briga pelo título em quarto na classificação, atrás de Ismael Rojas. “Na primeira etapa eu estava liderando a prova e minha moto quebrou. Na segunda recuperei bem, fiquei em primeiro, e agora de novo. Se não tivesse tido este imprevisto seria tudo perfeito. Sei que estou longe dos primeiros agora, mas no Motocross nada é impossível”, disse o paulista.

]]>
http://plmxpark.com.br/2017/09/20/brasileiro-de-mx-em-morrinhos-go/feed/ 0
Resultados do AMA Motocross 2017 – Budds Creek – 11ª etapa http://plmxpark.com.br/2017/08/20/resultados-do-ama-motocross-2017-budds-creek-11a-etapa/ http://plmxpark.com.br/2017/08/20/resultados-do-ama-motocross-2017-budds-creek-11a-etapa/#comments Sun, 20 Aug 2017 22:43:07 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=470 Zach Osborne confirma o título com uma etapa de antecipação

 


Zach Osborne pode faturar o título 250 hoje


250 2ª Bateria

Zach Osborne é o novo campeão do AMA Motocross 250. O piloto da Husqvarna venceu a segunda bateria em Budds Creek e abriu 64 pontos sobre Jeremy Martin. Adam Cianciarulo (1-2) ficou com a vitória da etapa, sua primeira como profissional.

Joey Savatgy piorou a situação do pé machucado em Unadilla durante as tomadas de tempo e não correu as baterias de hoje.

Depois de abandonar a primeira bateria Gustavo Pessoa fez mais uma grande corrida no AMA e faturou 4 pontos com a 17ª colocação.

Adam Cianciarulo liderou toda a primeira bateria até a bandeirada, com 6 segundos de vantagem sobre Jeremy Martin. Zach Osborne teve um começo de prova difícil e completou a primeira volta apenas em 26º. Recuperou-se até oitavo, mas perdeu 9 pontos em relação a Martin. A diferença está em 54 pontos e precisa ficar acima dos 50 para garantir o título ainda hoje.


Gustavo Pessoa andou boa parte da prova entre os 15 primeiros, mas abandonou a 7 voltas do fim.

Pódio
1. Adam Cianciarulo, 47 pontos
2. Zach Osborne, 38
3. Shane McElrath, 38

Classificação Geral
1. Zach Osborne, 451
2. Jeremy Martin, 387
3. Adam Cianciarulo, 330


450 2ª Bateria

Eli Tomac voltou a vencer na segunda bateria da penúltima etapa e garante uma situação mais tranquila para a final do campeonato. Justin Bogle liderou o início e a primeira posição ainda passou pelas mãos de Blake Baggett antes de Tomac assumir o comando na sétima volta. Musquin começou a corrida em oitavo e recuperou até a quarta posição, mas perdeu contato com o pelotão da frente.

Marvin Musquin recuperou mais 7 pontos em relação a Eli Tomac. Justin Bogle venceu a primeira bateria depois de tomar a liderança de Martin Dávalos 

1. Justin Bogle, 45 pontos
2. Marvin Musquin, 40
3. Eli Tomac, 39

Classificação Geral
1. Eli Tomac, 439
2. Blake Baggett, 411
3. Marvin Musquin, 40

]]>
http://plmxpark.com.br/2017/08/20/resultados-do-ama-motocross-2017-budds-creek-11a-etapa/feed/ 0
Marvin Musquin conquista a terceira dupla vitória consecutiva. Jeremy Martin fatura classe 250 http://plmxpark.com.br/2017/08/13/marvin-musquin-conquista-a-terceira-dupla-vitoria-consecutiva-jeremy-martin-fatura-classe-250/ http://plmxpark.com.br/2017/08/13/marvin-musquin-conquista-a-terceira-dupla-vitoria-consecutiva-jeremy-martin-fatura-classe-250/#comments Sun, 13 Aug 2017 21:33:57 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=466 AMA Motocross 2017: resultados e situação do campeonato após Unadil


Temporal encurtou provas em Unadilla


A primeira bateria da classe 250 foi a única que escapou da chuva. Um temporal com ventos fortes interrompeu a primeira bateria da 450 com 25 minutos. Após algum atraso, as corridas finais de cada classe foram disputadas, ainda sob chuva, com tempo reduzido para 20 minutos mais duas voltas.

O francês Marvin Musquin vem desenhando um ótimo final de campeonato, com a sexta vitória consecutiva em baterias. Hoje ele tirou 23 pontos em relação a Eli Tomac, nono colocado geral. Na tabela, Musquin encostou em Blake Baggett (4 pontos) pela segunda posição e fica a 31 pontos de Tomac faltando duas etapas para a conclusão do campeonato.


Na classe 250 Jeremy Martin (2-1) ficou com a vitória da etapa sobre Joey Savatgy (1-4) e Zach Osborne (3-5). Apesar de perder 11 pontos em relação à Martin, Osborne ainda sustenta a confortável vantagem de 63 pontos. O brasileiro Gustavo Pessoa não classificou para as provas principais com o 48º tempo nos treinos classificatórios.
Resultados


Pódio 450
1. Marvin Musquin, 50
2. Martin Dávalos, 35
3. Cole Seely


Pódio 250
1. Jeremy Martin, 47 Pontos
2. Joey Savatgy, 43
3. Zach Osborne, 36

]]>
http://plmxpark.com.br/2017/08/13/marvin-musquin-conquista-a-terceira-dupla-vitoria-consecutiva-jeremy-martin-fatura-classe-250/feed/ 0
CRF 250 2018 all new http://plmxpark.com.br/2017/08/01/crf-250-2018-all-new/ http://plmxpark.com.br/2017/08/01/crf-250-2018-all-new/#comments Tue, 01 Aug 2017 02:25:07 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=463 Apresentação Honda CRF250R 2018
Modelo completamente novo teve seus detalhes revelados hoje

 


Honda CRF250R 2018


A Honda divulgou nesta segunda-feira, 31 de julho, detalhes da sua nova Honda CRF250R 2018. O modelo da classe MX2 foi completamente reformulado compartilhando quadro e suspensões com a irmã 450. O motor é completamente novo, com duplo comando no cabeçote em vez do comando único com braços – sistema Uni-Cam – usado até a versão 2017. A motocicleta ganha também partida elétrica.


Honda CRF250R 2018


Motor

As extensivas mudanças no motor, já usadas pela equipe da fábrica no Japonês de Motocross, trouxeram um ganho de potência da ordem de 9% e maior usabilidade em altas rotações. Segundo a marca, com o novo motor as arrancadas de 0 a 30 metros ficaram 3,6% mais rápidas.


Honda CRF250R 2018 – Novo motor com duplo escapamento
Motor Honda CRF250R 2018

Motor Honda CRF250R 2018

Motor Honda CRF250R 2018

A taxa de compressão subiu para 13,9:1 (ante 13,8:1) e os gráficos mostram ganho de potência numa faixa superior a 2000rpm. O corte de alimentação ocorre também 900rpm acima. O ponto central para o ganho de força é o maior fluxo da mistura de combustível na nova configuração de motor. As novas medidas do motor também contribuíram. O diâmetro subiu de 76.8 para 79mm enquanto o curso foi reduzido de 53.8 para 50.9. Isto significa que o crescimento das rotações também é mais rápido. O diâmetro maior do cilindro permite o uso de válvulas (de titânio) maiores: 33mm na admissão (30.5mm na 2017) e 26mm na exautão (25mm na 2017).

A abertura de válvulas também cresceu para 10.5mm (de 9.2mm) na admissão e 9.5mm (de 8.4mm) no escape. O ângulo das válvulas também é mais compacto baixando de 21.5º para 20.5º. As árvores de comando recebem o tratamento DLC (Diamond Like Carbon) uma fina camada que favorece a resistência e durabilidade do material. O corpo do acelerador de 46mm foi reposicionado e o duto de admissão recebe o fluxo de forma simétrica.  


Motor Honda CRF250R 2018

Pistão Honda CRF250R 2018

Motor Honda CRF250R 2018


Chama a atenção a saída dupla de escape. A CRF250R agora possui dois canos (e a respectiva ponteira) completamente independentes, não mais apenas um cano que se divide em duas ponteiras. Um detalhe curioso, mas que não foi comentado na descrição técnica, é o fato de apenas o cano do lado direito possuir a câmara de expansão.

Novo também é o formato Bridged Box do pistão, com perfil que une a saia à caixa do pino, promovendo maior rigidez. Apesar do aumento em seu diâmetro, a massa do pistão permanece a mesma. O virabrequim também tem um novo desenho e é 350g mais leve enquanto mantém a mesma massa inercial. Para tornar o motor o mais compacto possível, a distância entre o eixo virabrequim e do balanceador foi reduzida em 0,5 mm e 1 mm até as engrenagens primárias. A corrente de comando está agora à direita, para encurtar a distância entre o eixo e o gerador de corrente alternada (ACG).


Novo subquadro e caixa do filtro de ar – Honda CRF250R 2018

A CRF250R elimina o pedal de partida. O novo lay-out do virabrequim permitiu a instalação de um motor de arranque localizado bem próximo ao centro de gravidade da motocicleta. O peso do motor com o novo acessório subiu ao redor de 1kg. Uma bateria de íon-lítio provê o armazenamento de energia para a partida.

Outra novidade do motor é que o óleo volta a ser compartilhado com a embreagem e o câmbio. O volume total de lubrificante foi reduzido de 1,6 para 1,250 litro. O caminho do bombeamento do óleo para o comando de válvulas foi simplificado e encurtado. As mangueiras do circuito de refrigeração também são novas e tiveram a espessura da parede reduzidas de 4mm para 3mm.


Bateria de Íon-Lítio – Honda CRF250R 2018


A embreagem permanece exatamente com as mesma dimensões, mas a campana teve seu desenho revisado e as flanges utilizam um novo material. Novo também é o acionador que teve o desenho simplificado. O câmbio de cinco marchas é construído com um novo aço de alta resistência e ficou 200g mais leve. As relações de 1ª e 2ª marchas foram levemente encurtadas enquanto na relação final a coroa baixou de 49 para 48 dentes.

Do lado esquerdo do guidão, o botão do Engine Stop e do seletor de mapas foram agrupados num único suporte. São três os modos disponíveis: padrão, suave e agressivo. Uma pequena luz indica o modo selecionado. Do lado direito fica o botão de partida. O comando do acelerador também é novo, assim como o cabo, que incorpora o deslizador que anteriormente ficava no comando.

Chassis


Honda CRF250R 2018

Honda CRF250R 2018

Honda CRF250R 2018

Honda CRF250R 2018

A CRF 250R 2018 incorpora mesmo quadro e suspensões da atual CRF450R. O quadro é 340g mais leve que o anterior e o conjunto muda algumas medidas importantes. O entre-eixos foi encurtado em 3mm. A distância entre o pivô do braço oscilante (220g mais leve) e o eixo traseiro foi reduzida em 15mm. O centro de gravidade baixou 1.4mm.

O subquadro traseiro agora é produzido em alumínio extrudado, não mais forjado, e ficou 20% mais leve. A altura do assento ficou 6mm maior, a nova configuração aumentou também o espaço livre do solo em 5mm. Apesar de todas as novidades para economizar na balança, o peso total da motocicleta subiu 2,5kg, a óbvia vilã foi a adição da partida elétrica.


Balança traseira mais curta – Honda CRF250R 2018


Na suspensão dianteira a Honda abandonou a Showa SFF-TAC com molas a ar e voltou às boas e velhas conhecidas molas helicoidais. O novo garfo Showa de 49mm não é uma evolução do antigo de 48mm, mas uma versão do kit fornecido às equipes do Campeonato Japonês. Na traseira o amortecedor Showa tem a montagem superior posicionada 39mm mais baixa. 
Opcional, o tanque de combustível de titânio, assim como na CRF450R, é 513g mais leve que a peça em plástico.


Tanque de combustível de titânio – Honda CRF250R 2018


Confira mais fotos da nova motocicleta.


Honda CRF250R 2018

 


Honda CRF250R 2018

 


Honda CRF250R 2018

 


Honda CRF250R 2018

 


Honda CRF250R 2018

 


Honda CRF250R 2018

 

]]>
http://plmxpark.com.br/2017/08/01/crf-250-2018-all-new/feed/ 0
Marvin Musquin e Joey Savatgy vencem http://plmxpark.com.br/2017/07/28/marvin-musquin-e-joey-savatgy-vencem/ http://plmxpark.com.br/2017/07/28/marvin-musquin-e-joey-savatgy-vencem/#comments Fri, 28 Jul 2017 02:18:22 +0000 http://plmxpark.com.br/?p=461 2017 Spring Creek – MN – 8ª etapa
Publicado em: 24/07/2017

 

Marvin Musquin e Joey Savatgy vencem em dia de problemas para os líderes do campeonato



Com a pista mais difícil que de costume, Marvin Musquin sobrou nas corridas


A caravana do motocross norte-americano subiu à região norte central do país para a disputa da oitava etapa, após uma semana de intervalo. Não foi um dia dos melhores para os líderes do campeonato. Tanto Eli Tomac como Zach Osborne enfrentaram problemas. Entretanto também não foi dos piores, já que ambos conseguiram conter os prejuízos e manter intacta a posição na tabela. Tomac conseguiu até abrir um pontinho.

Corridas

A semana de descanso foi boa para Marvin Musquin. O francês aproveitou para recuperar o joelho e mostrou um desempenho no circuito Spring Creek de quem está plenamente recuperado, embora, naturalmente, algum incômodo ainda persista.


Dean Wilson fez seu melhor resultado na 450


Na primeira bateria Musquin disparou na liderança e já tinha mais de 20 segundos de vantagem na sexta volta! A partir daí foi só administrar. A segunda corrida não foi tão fácil para o único piloto restante na Red Bull Factory KTM USA. Depois de ultrapassar Justin Bogle pela liderança na terceira volta, a presença próxima de Blake Baggett o manteve alerta por bastante tempo. Após a metade da bateria é que Musquin conseguiu se distanciar e administrar a liderança. Foi sua segunda vitória geral na categoria 450, primeira onde venceu as duas baterias.

“Fui o mais rápido nos treinos e a pista estava bem macia. Estava bem solta e a chuva deixou a pista com muitos trilhos e bem técnica. Mas isso é bom para mim, gosto deste tipo de pista”, comentou o francês que ocupa a terceira posição na classificação geral a 60 pontos do líder.

Dean Wilson também deve ter gostado muito da pista, pois conquistou seu melhor resultado na 450 com a segunda posição geral via 3-3 nas baterias. “Estava calor e a pista muito difícil e desafiadora. Sabia que o preparo físico faria a diferença. Não sabia que eu era o segundo geral até a bandeirada, o que me deixou ainda mais feliz, Estou muito contente e animado, mas ainda temos muitas corridas pela frente.”


A dia difícil não abalou a liderança no campeonato de Eli Tomac


Eli Tomac largou fora dos dez primeiros na primeira bateria, mas avançou rapidamente até a segunda posição, conquistada na sétima volta. A esse ponto Musquin já estava mais de 20 segundos a frente e não faria sentido nenhum arriscar para tentar alcançá-lo. Na segunda bateria Tomac sofreu uma forte queda no início, e depois outra. A corrida poderia ter sido desastrosa, mas o piloto da Kawasaki ainda fez uma boa recuperação para completar em quinto. A soma dos resultados lhe deu o terceiro lugar na etapa.

“Quando caí na segunda bateria só pensei em voltar o mais rápido possível para minha moto. Por sorte aconteceu na primeira volta, o que me deu chances de me recuperar no pelotão. Tive uma segunda queda quando toquei o pneu traseiro de outro piloto. Fui capaz de chegar em quinto, o que foi bem melhor do que esperava. A pista estava difícil hoje, era complicado conseguir fluir com o solo tão macio.”


Pódio 450


Notas

- Belo holeshot do piloto local Henry Miller na segunda bateria. Infelizmente sua fama durou poucos segundos. Alguns metros depois Miller perdeu o equilíbrio e sofreu uma queda espetacular. Por sorte não foi atropelado por ninguém. Ainda conseguiu completar em 14º, que somado ao nono na primeira bateria lhe deu a 12ª posição na etapa.

- Com a mão machucada, Jason Anderson até tentou correr, mas após uma péssima largada na primeira bateria, desistiu da corrida após duas voltas. Com dores, nem alinhou para a segunda prova.

250 – Joey Savatgy conquista segunda vitória na temporada


Joey Savatgy


A chuva antes das provas e a preparação para salvar a pista alteraram bastante a realidade no playground dos irmãos Martin, eliminando um pouco a vantagem de, literalmente, correr em casa. Entretanto o mais jovem Alex não se saiu mal, faturando a segunda posição geral via 2-4 nas baterias.


Alex Martin

Jeremy (4-5) foi o quarto colocado e protagonizou um episódio polêmico ao perder o controle numa subida e sair da pista. Retornou já na descida, voltando na mesma posição após esperar pelos adversários. A manobra eliminou os prejuízos pelo erro, mas não houve nenhuma punição ao piloto, que ocupa o terceiro posto no campeonato.

A vitória da etapa ficou com Joey Savatgy, que liderou a primeira bateria de ponta a ponta. Com o segundo lugar na segunda bateria, conquistou a segunda vitória numa temporada de altos e baixos. “Me senti muito bem hoje. É fácil dizer isso quando se vence, mas não me sentia tão forte assim há um bom tempo. Testei com a equipe na Flórida durante o intervalo no campeonato e, ao que parece, valeu a pena. Estava muito quente e úmido hoje, quase como outro dia de treinos na Flórida.”

Problemas de motor prejudicaram Zach Osborne na primeira bateria. De alguma forma, mesmo com a moto deixando um rastro de fumaça pelo circuito, Osborne completou a corrida na oitava posição. Com motor novo, retornou na segunda bateria para vencer, após superar Savatgy na décima de 15 voltas.


Zach Osborne


“Ao final das contas tivemos um bom dia. Me senti muito bem já nos treinos e classifiquei em segundo. Tivemos um problema na primeira bateria, mas me redimi na segunda com a vitória (na bateria) e o pódio (na geral). Foi bom não perder muitos pontos e preservar a boa vantagem. Num dia difícil, perdemos apenas quatro pontos.”

Gustavo Pessoa premiado


Gustavo Pessoa marcou mais um ponto no campeonato


Gustavo Pessoa fez a sua última prova antes do retorno para a disputa da segunda etapa do Brasileiro de Motocross. Na primeira bateria foi 20º e marcou mais um dos seus 14 pontos no campeonato. Abandonou a segunda bateria com problemas elétricos na motocicleta, mas seu desempenho na complicada pista lhe rendeu o troféu de piloto privado na etapa, entregue por ninguém menos que Whoop Monster, figura folclórica que assombra os espectadores no tradicional circuito de Spring Creek.


Equipe brasileira recebe o prêmio de melhor piloto privado


O AMA Motocross continua no norte, mas segue para o oeste com a disputa da nona etapa no circuito de Washougal, Washington.

]]>
http://plmxpark.com.br/2017/07/28/marvin-musquin-e-joey-savatgy-vencem/feed/ 0